Investimento Florestal Radix

Para que serve o IRPF e como declarar o seu Investimento Florestal

Está aberta a temporada de acertar as contas com o Leão da Receita Federal. Nesse ano, os contribuintes têm até o dia 29 de abril para entregarem a documentação do Imposto de Renda sobre Pessoas Físicas (IRPF). Já a restituição ocorrerá em 5 lotes, entre os meses de maio e setembro.

Você com certeza já ouviu falar ou já declarou o Imposto de Renda (IR), afinal esse é o tributo mais conhecido do país. Ainda assim, muitos ainda tem dúvidas e dificuldades na hora de prestar essas contas com o governo. Por isso, nós da Radix decidimos esclarecer algumas dúvidas e acabar com as suas dores de cabeça durante o processo de declaração de seus títulos florestais.

 

Quem deve declarar o IRPF em 2022?

Segundo dados do Ministério da Economia, qualquer pessoa física pode declarar o imposto de renda, mas enviar esse documento à Receita Federal só se torna legalmente obrigatório para os residentes no Brasil que, no ano-base de 2021, se enquadraram nas seguintes situações:

  • Recebeu rendimentos tributáveis acima R$28.559,70;
  • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$40.000,00;
  • Obteve receita bruta anual decorrente de atividade rural em valor acima de R$142.798,50;
  • Pretenda compensar prejuízos da atividade rural deste ou de anos anteriores com as receitas deste ou de anos futuros;
  • Teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro do 2021, de bens ou direitos, inclusive terra nua, acima de R$300.000,00;
  • Obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto;
  • Optou pela isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguido de aquisição de outro, no prazo de 180 dias;
  • Realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Passou à condição de residente no Brasil, em qualquer mês, e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro de 2021.

Se você se enquadra em um ou mais desses grupos, é preciso enviar sua documentação até 29 de abril a fim de evitar a multa por atraso ou falta da documentação. Além disso, se deixar de entregar a sua declaração ou se atrasar, seu CPF passará a constar como pendente de regularização.

 

Para onde vai o meu dinheiro?

Esse é um tributo federal, que tem como objetivo fazer com que a parte da população que possui renda superior contribua com melhorias para o Brasil. De acordo com o Ministério da Fazenda, a arrecadação é destinada para programas sociais, como: programas de inclusão social, de geração de empregos, habitação popular, entre outros. Além disso, parte dessa arrecadação também é utilizada para subsidiar setores como saneamento básico, segurança, saúde, educação, cultura e até mesmo a defesa ao meio ambiente.

De acordo com o Governo, a declaração serve, justamente, para que você demostre se, durante o ano anterior, contribuiu de forma proporcional aos seus rendimentos. Dessa forma é possível que você tenha que pagar a diferença, ou mesmo, que tenha parte dos seus impostos restituídos: caso a Receita Federal identifique que o valor pago em impostos foi proporcionalmente superior à sua renda, você será reembolsado posteriormente, durante a Restituição do Imposto de Renda.

Para isso, você deve declarar todas as suas movimentações financeiras: sejam despesas, como gastos com educação, plano de saúde, serviços contratados e afins; sejam suas rendas, como salários e rendimentos e, até mesmo, o valor que você possui em bens como terrenos, casas, carros e por aí vai.

Além disso, é preciso declarar todas as suas aplicações em investimentos, assim como o rendimento das mesmas.

 

Crowdfunding e o Imposto de Renda

Cada vez mais popular entre os brasileiros, o Crowdfunding é utilizado para captar recursos de financiamento coletivo de ideias ou para a viabilização de projetos. Esse formato possui diversas configurações como a “vaquinha” online(para causas filantrópicas), o financiamento de produtos e o equity crowdfunding, também conhecido como crowdfunding de investimentos.

Nessa última modalidade, você apoia o empreendedorismo nacional investindo em uma startup através de um contrato de investimento coletivo e, assim, passa a ter direito à participação nos lucros resultantes do empreendimento.

É importante lembrar que esse tipo de transação também está relacionado ao Imposto de Renda e sua tributação funciona de acordo com o tipo de Crowdfunding. Assim sendo, é claro que essa é uma das questões práticas que mais preocupa os investidores.

Apesar dessa preocupação comum, há uma forma simples e prevista no formulário de declaração para lançar o seu investimento realizado via crowdfunding.

 

IRPF e o Investimento Florestal

Investir em florestas com a Radix pressupõe um retorno financeiro para nossos investidores, e uma vez que a tributação aplicada sobre rendimentos oriundos de investimento em crowdfunding é a mesma aplicada ao ganho de capital, o valor será de 15% do rendimento, retido na fonte, no momento do pagamento. Em caso de venda antecipada do título (cota), o responsável pelo pagamento do tributo é o vendedor.

Com relação à declaração de IR anual, nossos títulos ficam registrados na plataforma Basement, onde os investidores podem acessar facilmente as informações sobre os seus investimentos, ou seja, a quantidade de títulos investidos (cotas), o valor nominal de cada um deles e o módulo florestal de referência.

Para facilitar esse procedimento, preparamos um passo a passo para reforçar e auxiliar a declaração do IR. Esse pequeno manual foi enviado para toda a nossa base de investidores, mas achamos importante divulgar aqui no Blog também, para que possa ser acessado e compartilhado mais facilmente.

 

Passo a passo para declarar o seu investimento

Primeiramente, é importante ressaltar que todos os valores mobiliários devem ser incluídos em Bens e Direitos. Observe ainda que, neste ano, houve uma atualização nos códigos da Receita: o novo código no momento da declaração do seu Título de Investimento Coletivo é o 04 – “Aplicações e Investimentos”.

Para começar a sua declaração, é preciso que você saiba a quantidade de títulos adquiridos em cada módulo, bem como o seu valor nominal. Caso você não tenha essa informação, basta acessar a Área do Investidor no site Basement.io e consultar, no painel principal, a quantidade de posições adquiridas. Se estiver com dificuldade de acesso à plataforma, entre em contato com o Basement para pedir um novo token de acesso através do e-mail: [email protected]

A seguir, basta executar sua declaração conforme os passos abaixo:

  1. O lançamento deve ser feito no evento “Bens e Direitos”.
  2. Dentro desta opção você deverá selecionar o “Código 99”, o qual sinaliza “Outras Aplicações e Investimentos”.
  3. Ao preencher a localização, selecione o Código 105, que corresponde ao Brasil.
  4. Na sequência, você deverá descrever o lançamento com o seguinte texto:

“Aquisição de [N°] Quotas de Participação em Contrato de Investimento Coletivo do Módulo [indicar N° do módulo florestal] de emissão da Radix Investimentos Florestais Ltda inscrita no CNPJ sob o n° 23.569.450/0001-03, de valor nominal unitário de R$ [VALOR NOMINAL DO TÍTULO] cada”.

  1. Por fim, você deverá repetir o valor da situação em 31/12/2020 (ou R$ 0,00), e o valor da situação em 31/12/2021, lembrando que os valores não sofrem atualização ano a ano.
  2. Basta clicar em OK e, pronto! Você declarou o investimento corretamente.

 

Informes de rendimentos para o IRPF

Nos anos anteriores, a plataforma do Basement disponibilizou o Informe de Rendimentos para download. Entretanto, em 2022, o Basement optou por não emitir os informes, pois legalmente não possui mais a obrigação legal de fazê-lo.

A declaração dos investimentos é um procedimento fácil de realizar a partir do passo a passo explicado acima, mas nós da Radix sabemos que alguns de nossos investidores podem necessitar de um documento formalizado. Por esse motivo, nos disponibilizamos a produzir o Informe de rendimento para aqueles que tiverem necessidade.

Para solicitar o Informe de IRPF, envie um e-mail para [email protected], informando o seu nome completo e CPF. Lembramos que esse será um processo manual e que o documento será emitido em até 7 dias úteis.

 

Por Milene Moraes Almeida
Pós-graduada em Marketing Socioambiental e
Agente de Relacionamento com o Investidor Radix

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Social Media

POstagens populares

Fique sempre atualizado!

Se inscreva em nossa newsletter para acompanhar novas atualizações

Sem spam, notificações apenas sobre novos produtos, atualizações.

Categories

POsts relacionados